terça-feira, 11 de junho de 2013

Jesus: uma simples proposta, grandes mudanças

Sempre tive interesse em entender o grande impacto que Jesus  provocou  na humanidade. Outros mestres, como por exemplo Buda, compareceram á Terra pregando a compaixão e o desprendimento, agregam seguidores e muitos fiéis até os dias de hoje. Mas Jesus está profundamente ligado aos  paradigmas atuais  manifestados em leis que regulam a visa social, em conceitos de verdade, certo e errado que servem de referência à formação individual. .

 Em visita a lugares históricos observei o contexto em que Ele  viveu.  As populações politeístas ou os Judeus, todos construíam templos  gloriosos para seus Deuses ou seu Deus. As ações da vida cotidiana  eram extremamente ligadas às obrigações e concepções ditadas pela religião dominante. Há centenas, milhares de anos o ser humano prestou culto às divindades, atribuindo a sacerdotes, iniciados ou líderes inspirados o poder de vida, morte, controle dos fenômenos naturais, com as oferendas aplacadoras da ira de divindades materializadas em estátuas ou em outras formas de representação..  O templo de Apolo em Didin (Turquia), com suas 72 colunas de mármore trabalhadas ricamente, medindo 20 metros de altura, que apresenta esculturas maravilhosas e locais próprios para rituais,  é algo de se  admirar. Obra maravilhosa da engenharia humana antiga, não foi construída para um uso relacionado à necessidade básica de moradia, mas apenas para reverenciar um Deus: Apolo. Apenas os ricos poderiam acessar mais facilmente o benefício dos Deuses, e os sacerdotes eram os intermediários necessários a essa relação com o divino. Nos sentimos pequenos e insignificantes diante da grandeza das colunas.Não por acaso, alguns povos conquistados pelos romanos abriam mão de seus desuses primitivos para aderirem aos cultos romanos, muito mais  portentosos. O Templo de Jerusalém também era grandioso, os doutores da lei interpretavam a vontade de Deus para o povo. 

Então, vem Jesus. Sem autoridade política, uma pessoa simples, do povo. E começa a trazer para as pessoas a consciência de que Deus é acessível a qualquer ser humano. Alertou para o fato de que todas aquelas construções  grandiosas eram materiais e Deus é Espírito. E todos somos seres espirituais, independente da posição social ou política que o mundo nos atribua. Poderosos e escravos são irmãos, como seres humanos filhos de Deus. Ou seja,  Jesus empoderou o povo, abalou toda a estrutura filosófica, política e religiosa ao retirar dos sacerdotes e líderes o poder sobre o espírito de cada um. 

Imagino agora o choque que ele  provocou, andando ao lado de pescadores, pessoas do povo, ensinando chamar Deus de Pai e apresentando por Templo a natureza, o corpo. Que ira e insegurança deve ter causado aos poderosos. Que consolo e alento para parte  do povo que conseguia perceber ali a esperança de dias melhores. A discrepância de sua proposta em relação ao que havia de mais sagrado e caro a toda uma cultura desde milênios, tornava para muitos, inconcebível suas idéias. Corajoso. Jesus foi muito corajoso na sua humildade e na fidelidade aos seus princípios e à sua tarefa..Três anos fazendo essas idéias transformadoras circularem pela população. Para aderir a esse Deus Pai, a pessoa prescindiria de iniciação, rituais ou dinheiro. Por isso Ele sabia que pagaria um alto preço. Era uma mudança , uma ruptura profunda, interna, externa, individual e social. 

Mas o ser humano é criativo. Apegado a ideias de poder sobre Céu e Terra, recriou os rituais, a necessidade de Sacerdotes Iniciados para ter contato com Deus. Levantou novamente templos de mármore e ouro, e segue séculos afora, atribuindo a essa estrutura de riqueza e poder a continuação das idéias de Jesus. Por isso, o Evangelho é referência para a elaboração de leis mais humanas, para constituirmos nosso conceito de ética. Porém, na prática, o ser humano apenas segue, conectado ao mundo, porém a mente, o coração, e a espiritualidade desconectados entre si.  O Céu,  a vida, Deus, o Amor são percebidos e tratados como mercadorias. Então, esquecemos o essencial: somos espíritos. Somente a simplicidade
nos fará plenos...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...