Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

Carcassone, desde a antiguidade

Imagem
Cidade medieval preservada em Carcassone, languedoc, França Mais fotos

A primitiva ocupação do sítio da cidadela de Carcassonne remonta a povos Celtas, Galo-romanos e Visigodos. As fundações das suas casas e muralhas retratam com clareza essas sucessivas ondas civilizatórias.Ao final do século XIX, o conjunto estava praticamente abandonado, quando foi redescoberto por turistas ingleses.Cronologia3500 a.C. – primeiros vestígios de colonização humanaséculo VI a.C. – o castro celta de Carsac torna-se um importante centro comercialséculo II a.C. – os Volcae Tectosages fortificam o oppidum 
100 a.C. – os Romanos fortificam a colina e denominam a colónia Julia Carsaco, mais tarde Carcasum.453 (d.C.) – Teodorico II conquista Carcasum para os visigodos, que é cedida oficialmente em 462508 – os visigodos repelem os ataques de Clovis, rei dos Francos725 – sarracenos vindos de Barcelona tomam Carcassonne759 – Pepino o Breve expulsa os sarracenos. No ano seguinte toma a maior parte do sul de França,…

Os Cataros ou "os Puros"

Imagem
Carcassone! Palco de lutas e resistência contra o poder da igreja na Idade média, principal sede dos Cátaros, ou "Puros", movimento que buscava o sentido místico e a vivência do evangelho de jesus. O chamado "Pays Cathare" (País Cátaro) se estendia pela zona chamada Occitania , atual Languedoc, em uma extensão fronteiriça com Toulouse até o oeste, nos Pirineus até o sul, e no Mediterráneo até o leste. Em definitivo, uma área política que, durante o século XIII e em plena época medieval, limitava-se com a Coroa de Aragão, França e condados independentes como o de Foix e Toulouse. A religião cátara propunha, como aspectos básicos, a reencarnação do espírito, a concepção da terra como materialização do Mal, por encher a alma de desejos e prende-la às coisas efêmeras do mundo, e do céu como a do Bem, numa concepção dualista do mundo. Mas o principal ponto dediscordância, e talvez o mais original, tenha sido a de que os cátaros não admitiam qualquer tipo de intemediação…