Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Em primeira pessoa

Imagem
Por Cristina H. Rocha
Nos encontramos no ônibus. Não mais de 55 anos era sua idade. Bilhete sem crédito, cobrador sem troco. A mulher briga com o cobrador, por fim fica para descer pela frente. Senta ao meu lado. Puxa conversa. Ela me disse (para mim e para todos os passageiros):
-Depois que tive o câncer (tirei um pedaço do estômago) entendi que eu precisava me amar mais. Cuidar mais de mim, não me importar tanto com os outros. Não vou mais engolir nada (esfregando o dedo indicador na garganta). Foi por eu ser boazinha que tudo aconteceu. A gente fica dizendo amém para tudo, as pessoas abusam, a gente fica com raiva. Aí quando fica doente, cadê?  Ninguém quer saber. O povo parece que some. Mas aí a gente sabe quem é amigo de verdade. É nessas horas....
Não me lembro, acho que respondi um “pois é, né? ” empolgada que estava com minha leitura. Mais tarde me pus a refletir. Quantas vezes ouvi em palestras, workshops, vídeos, conversas, o mesmo que aquela senhora me disse? Por que razões a…