terça-feira, 21 de outubro de 2008

Carcassone, desde a antiguidade

Mais fotos


A primitiva ocupação do sítio da cidadela de Carcassonne remonta a povos Celtas, Galo-romanos e Visigodos. As fundações das suas casas e muralhas retratam com clareza essas sucessivas ondas civilizatórias.

Ao final do século XIX, o conjunto estava praticamente abandonado, quando foi redescoberto por turistas ingleses.

Cronologia

3500 a.C. – primeiros vestígios de colonização humana

século VI a.C. – o castro celta de Carsac torna-se um importante centro comercial

século II a.C. – os Volcae Tectosages fortificam o oppidum 
100 a.C. – os Romanos fortificam a colina e denominam a colónia Julia Carsaco, mais tarde Carcasum.

453 (d.C.) – Teodorico II conquista Carcasum para os visigodos, que é cedida oficialmente em 462

508 – os visigodos repelem os ataques de Clovis, rei dos Francos

725 – sarracenos vindos de Barcelona tomam Carcassonne

759 – Pepino o Breve expulsa os sarracenos. No ano seguinte toma a maior parte do sul de França, mas não consegue penetrar na fortaleza de Carcassonne

1067 – Carcassonne é oferecida por dote de casamento a Raimond Bernard Trencavel, visconde de Albi e de Nîmes. Nos séculos seguintes a família Trencavel alia-se alternadamente com Barcelona ou Toulouse. Constroem o Château Comtal

1096 – o Papa Urbano II abençoa a primeira pedra da Basílica de Saint-Nazaire, na altura um bastião contra os hereges Cátaros

1209 (Agosto) – Cruzada albigense: Carcassonne, agora na posse dos Cátaros, é capturada pelo exército de Simon de Montfort, que se auto-intitula o novo visconde. Acrescenta as forticações. Carcassonne está agora na fronteira entre França e Aragão.

1247 – a cidade submete-se ao domínio do Reino de França, e o Rei Luís IX de França funda a nova zona da cidade do outro lado do rio.

1355 – durante a Guerra dos Cem Anos, Eduardo o Príncipe Negro não consegue tomar a fortaleza, mas destrói a Cidade Baixa.

1659 – o Tratado dos Pirinéus transfere a província do Rossilhão para França, e decresce assim a importância militar de Carcassonne. A fortificação é praticamente abandonada

1723 – a cidade é "o centro da manufactura do Languedoc" da indústria de lanifícios.

final do século XIX – a cidade é "descoberta" pelos turistas ingleses.

1997 – as fortificações de Carcassonne obtém o estatuto de património mundial da UNESCO

Fonte: pt.wikipedia.org

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...