Mediunidade na revista ISTO É leia on line



Nesta reportagem apresetna a descrição do fenômeno, entrevistas com médiuns e pesquisadores. Acredito que o sucesso do filme Bezerra de Menezes  suscitou na grande imprensa interesse por temas espíritas. Coloco um pequeno trecho
  
O poder dos médiuns
Como a ciência justifica as manifestações de contato com espíritos e por que algumas pessoas desenvolvem o dom (IE)P

PSICOFONIA
Falar o que os espíritos querem dizer

A intuição do servidor público
Geraldo Campetti, 42 anos, de Brasília, começou na infância. Ele tinha percepções inexplicáveis, das quais mais ninguém se dava conta. Era como se absorvesse sentimentos que não eram seus. Apenas identificava que existia algo além do que seus olhos enxergavam. Até que as sensações começaram a tomar forma. Campetti passou a ouvir súplicas de ajuda. De espíritos, inconformados com a morte. Aos 29 anos, não se assustou. De família kardecista, conhecia a mediunidade. “Mas sabia que precisava estudar para manter o equilíbrio”, diz. Hoje diretor da Federação Espírita Brasileira, afirma ter controle sobre o dom de ouvir e transmitir recados dos mortos. Eventualmente, um espírito pede uma mensagem à pessoa com quem ele conversa. “Isso é espontâneo, não da minha vontade.”


Leiam a reportagem completa

1 comentário